A exposição “osnovenamini”  inaugurou em novembro de 2007, o espaço que Angelina Camelo e Clara Valente apostaram: uma mistura de atelier aberto e galeria e uma mini loja. Essa coletiva contou com obras de integrantes do extinto coletivo  de ilustradores o 5vs1, e com obras de artistas cariocas convidados.

Foram eles: Binho Barreto (BH), Patrícia Caetano(BH), Denis Leroy (BH), Gustavo Maia (BH), Marcos Leão (BH), Angelina Camelo (BH), Clara Valente (BH), Fernando Torelly (RJ) e João Lelo (RJ).

A segunda coletiva MINI-NAS, contou com trabalhos de quatro artistas que buscaram em diferentes situações e suportes, traduzir seus olhares para o mundo contemporâneo. Foram elas: Fernanda Gomes (BH), Larissa Alves (BH), Roberta Segura (SP) e Nina Moraes (RS).

A proposta foi unir as obras, diferentes em seus temas e formatos, para proporcionar um mergulho no universo feminino através dos enfoques de cada uma das artistas.Instalação, nova pintura, graffiti e vídeo se reuniram no ambiente minimalista da galeria.

A terceira exposição coletiva da mini foi a TOP 3, com Rogério Fernandes (BH), Luciano (Suíça) e Antônio Bokel (RJ) onde mesclaram suas percepções, suas leituras urbanas e imaginárias, traduzidas em trabalhos ao mesmo tempo fortes e sutis. Foram apresentados trabalhos em colagem, serigrafia, impressão sob fórmica e desenho. Houve  no mesmo evento uma live paint (pintura ao vivo) durante a abertura com os grafiteiros GBL, GTON, ESTANDELAU e TATOO. Além das exposições, a mini também realizou a exibição de dois projetos de vídeo instalação: O Rir de Doer,  um vídeo de Luciana Barros e Vanda Medrado, uma exibição em modo contínuo, além de uma instalação equipada tal como um estúdio de gravação, onde o espectador foi ao mesmo tempo um participante. Ou seja, por se tratar de um tema contagiante, as artistas fizeram um registro deste acontecimento, dando prosseguimento ao próprio trabalho acabado. E o LOWMONOTONE&REGULAREXPRESSION, apresentação ao vivo que uniu música e vídeo na exploração e experimentação dos recursos e da linguagem áudio-visual eletrônica. Um trabalho espontâneo, resultado da união técnica e estética entre som e imagem.

 

Em meados de agosto, a mini galeria idealiza e realiza a Tour “Brothers in Arms, um coletivo de artistas internacionais formada pela Thunderdog Studios de Nova York. Pela primeira vez no Brasil , uma exposição – instalação inédita, realizada na mini galeria, finalizando a turnê. A exposição contou com murais dentro e fora da galeria, instalação, pinturas e gravuras.

Os artistas: David Flores (Los Angeles), Tristan Eaton (Nova Iorque), CALMA (Brasil), 123Klan (França) e Kid Acne (inglaterra). O evento também contou com autógrafos dos artistas em gravuras produzidas especialmente para o evento, instalação, customização de toyarts e por fim, um trenzinho que levou os convidados, logo após a abertura, para uma festa de encerramento da Tour no Brasil, em um club em Belo Horizonte.

Em outubro de 2007, a mini realizou em encontro entre a moda e arte, com o MINI FASHION DAY, um dia em que diferentes marcas de roupas e acessórios, se misturavam à abertura de uma exposição intitulada “We never lost control” com pinturas e desenhos de duas artistas Selma Andrade (BH) e Mariana Abasolo (SP), houve uma performance de Vírgilo Andrade. Encerra o ano de 2007, produzindo a exposição individual do carioca João Lelo, com uma “festa de aniversário-instalação”, com direito à bolo de aniversário, djs e uma vídeo instalação com dois videos produzidos pelas artistas e curadoras da mini galeria: Clara Valente e Angelina Camelo.

Inicia o ano de 2009, com o projeto MINI MOBILE de intercâmbio entre galerias, trazendo artistas da galeria de arte contemporânea de Montevideo, Uruguay a Marte Upmarket,  com exposição realizada na mini galeria. Logo em seguida, a mini galeria viaja até Montevideo, e realiza uma exposição coletiva, com artistas de sua galeria na Marte Upmarket.

 

Outro intercâmbio é feito no mês de junho com a loja e galeria do Rio de Janeiro, a La Cucaracha, com uma exposição realizada na mini galeria intitulada “Tarja Preta”, sob curardoria de Matias Maxx. A exposição contou coma participacão de quadrinistas da revista HQ Tarja Preta: Rafael Silveira, Dúnia Quiroga, Jaca, MZK, Allan Sieber, Juca, Piá e Danilo Lucas. Logo em seguida, seguem para o Rio, montar e realizar a dobradinha feita com a galeria/ loja La Cucaracha, com a exposição ”mini coletivo na la cucaracha”, com os artistas: Clara Valente, Binho Barreto, João Maciel, Paco Gennaro, Daniela Schneider, Onio, Denis Leroy, Manuel Carvalho e Patrícia Caetano e Angelina Camelo.

Outro projeto de intercâmbio é realizado com a galeria Emma Thomas de São Paulo, onde foram exibidos videos feito pelos artistas (Alfredo Hisa, Binho Barreto, Denis Cisma, Clara Valente, Juliana Mundim, Milena Galli, Mariana Abasolo e Angelina Camelo ). Sob co-curadoria entre as galeristas: Angelina Camelo (Mini galeria) e Juliana Freire e Flaviana Bernardo (Emma Thomas). O evento foi organizado pelas marcas VICE magazine, Converse e pela Litmedia Productions (Sharon Battat).

Em abril de 2009, recebe o convite da ®Rojo magazine de Barcelona para integrar à rede mundial de galerias, a rede Artspace®, e em  agosto de 2009 celebra essa parceria coma  exposicão coletiva “OCHO: global and colourful” que contou com 26 artistas do Brasil e do exterior, são eles: Clara Valente (BH), Denis Leroy (BH), Mariana Abasolo (SP), Tristan Eaton (USA), Juliana Freire (SP), Peu Mello (RJ), Flora Assumpção (SP), Leo Uzai (RJ), Kid Acne (UK), João Maciel (BH), Érica Ferrari (SP), Fernando Torelly (RJ), Sang Won Sung (KOR), Lucas Simões (SP), Otávio Santiago (BH), Mate Lelo (RJ), Selma Andrade (BH), Binho Barreto (BH), Angelina Camelo (BH), Renato Pera (SP), Vital Lordelo (SP), Junkhouse (KOR), Raquel Schembri (BH), Antonio Bokel (RJ), Rafael Silveira (PR) e João Lelo (RJ).

 

Em 12 de novembro de 2009, a mini galeria ganha novo espaço, e inaugura exposição com acervo de artistas com quem vem trabalhando desde 1º sua abertura. Situada em uma charmosa casa no bairro Serra, com quintal e um espaço mais amplo e autonomia suficiente para continuar realizando os projetos, desde quando abriu suas portas, no pequeno espaço na casa do bairro Cidade jardim.

 

Encerrando o ano de 2009 com uma atração internacional inédita no Brasil, a exposição individual da coreana JUNKHOUSE, que trouxe à Belo Horizonte um rico acervo de pinturas. A artista veio pessoalmente à Belo Horizonte, e preparou uma instalação na galeria.

 

Logo em seguida,  a mini galeria é convidada para administrar a parede do cinema Usiminas Belas Artes, inaugurando o espaço com uma pintura mural de Junkhouse.

 

Seguindo para o Rio de Janeiro, para realizar juntamente com a artista gráfica Mate Lelo e Sharon Battat da Litmedia Productions, o projeto Arte Interativa na Lagoa”: 11 artistas foram convidados a pintar  cada um, um pedalinho em forma de cisne, da lagoa Rodrigo de Freitas no Rio de Janeiro. Foram eles: Junkhouse (Seoul), Fernando Torelly (RJ) , Mate Lelo (RJ), Piá (RJ), Dória (RJ), Clara Valente (BH), João Lelo (RJ), Angelina Camelo (BH), Vagner Donasc (RJ), Leo Uzai (RJ) e Duda Simões (RJ).

E por fim, encerra o ano de 2009 com a 2º edição do mini fashion Day, evento que reuniu moda e arte. E para 2010 o ano promete, lembrando que a mini galeria tem sua segunda sede na loja Soli, onde reforça ainda mais sua parceria!